quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

LIVRO - JAIR BOLSONARO - PRESIDENTE DO BRASIL

Livro: Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, fala da esperança de acabar com esta corrupção nacional e com a passividade do Estado ante a ação de criminosos em todos os escalões da sociedade. O Escriba de Cristo faz uma previsão do cenário político em 2018 e aposta em Jair Bolsonaro para acabar com esta democracia demagógica.

Você pode comprar o livro no amazon.com ou clubedeautores.com.br
Cover_front_medium
Número de páginas: 151 

Edição: 1(2017) 

ISBN: 978-1545258316 

Formato: A5 148x210 

Acabamento: Brochura c/ orelha 

Tipo de papel: Offset 75g



JAIR BOLSONARO, PRESIDENTE DO BRASIL de ESCRIBAVALDEMIR

REDUZIR POPULAÇÃO NÃO É COISA DE ILLUMINATIS

Cristãos imbecis ficam propagando ideias imbecis dizendo que os illuminatis estão tentando reduzir a população da terra. Como se isso fosse um malefício para o planeta. Irmãos amados não sejam tão simples de entendimento... Deus disse para cresceremos e multiplicarmos ATÉ encher a terra. Ora, desde que ultrapassamos os 500 milhões nós já comprometemos as reservas naturais do planeta e não devemos esquecer que o planeta não é só nosso, mas de milhões de outras espécies que devemos viver em harmonia. Por causa da superpopulação humana, muitas reservas naturais tiveram que ser  destruida par adar espaço a lavoura para alimentar a espécie humana, que se comportam como um predador indomável e não como governantes comissionados por Deus. (Escriba de Cristo)


Um destes irmãos sem sabedoria falou a seguinte bobagem:
 Em nossa ponto de vista, acreditamos que filhos são dádivas e bençãos de Deus, porém o fato de programar e fazer planejamento familiar faz de nós seres humanos máquinas com metas e objetivos programados pela Matrix central do Planeta que arquiteta tudo o que devemos fazer. os nossos filhos devem nascer do sentimento de amor e união, onde a prudência determinara quando ter o filho, como criar e com que meios financeiros.
FONTE: http://averdadeestampada.blogspot.com.br/2011/01/reducao-da-populacao.html

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

LIVRO: 101 MARAVILHAS DE DEUS - VOLUME II

Este é o segundo livro de uma série interminável onde o Escriba de Cristo interpreta as leis naturais segundo o princípio absoluto da verdade na qual Deus é a causa de tudo, não há outra possibilidade para explicar o universo. Animais, plantas, química, física, tudo aponta para uma mesma mente.


Cover_front_perspective
Número de páginas: 100

Edição: 1(2016)

ISBN: 978-1539934417

Formato: A5 148x210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g












Livro a venda no clubedeautores.com e no amazon.com.br, ou leia gratuitamente no slideshare.

Este é o segundo volume da coleção MARAVILHAS DE DEUS. Não sei precisamente quantos volumes irei publicar uma vez que são bilhões de maravilhas que Deus criou. Tenho falado sobre as maravilhas de Deus evidentes na botânica, na zoologia, nas ciências naturais, na física e na química entre outros campos do saber humano onde permeiam as assinaturas do Criador. Quando se percebe que cada detalhe do universo que nos cerca tem um propósito, que não tem nada inacabado, fica escancarado que há uma mente inteligentíssima por trás do universo, e não somente inteligente, mas poderosíssima para poder por a termo suas ideias. Este SER cria matéria do nada, este SER tem em seu poder todos os recursos do universo, este SER programou cada criatura como um software embutido no DNA de cada ser vivo. Ao final não há como escapar de Deus.



PESSOAS IMPORTANTES LUTAM PELA DIMINUIÇÃO DA POPULAÇÃO HUMANA

1. Paul Ehrlich, um ex-assessor de ciência para o presidente George W. Bush e autor de "The Population Bomb" (A Bomba Populacional): "Para nossas mentes, a cura fundamental, reduzindo a escala do empreendimento humano (incluindo o tamanho da população) para manter o seu consumo agregado dentro da capacidade de suporte da Terra é óbvio, mas muito negligenciado ou negado"

2. Paul Ehrlich novamente, desta vez sobre o tamanho das famílias: "Ninguém, na minha opinião, tem o direito de ter 12 crianças ou mesmo três, a menos que a segunda gravidez seja gêmeos."

3. Sir David Attenborough, apresentador de TV do Reino Unido: "Nós somos uma praga na Terra. Está vindo para casa para pernoitar durante os próximos 50 anos ou mais. Não é apenas a mudança climática; é espaço puro, lugares para cultivar alimentos para este enorme horda. Ou vamos limitar nosso crescimento populacional ou o mundo natural vai fazer isso por nós, e o mundo natural está fazendo isso para nós agora."

4. Dave Foreman, o co-fundador do Earth First: "Nós, seres humanos nos tornamos uma doença, o Humanpox."

5. Ted Turner, fundador da CNN: "A população mundial total de 250-300 milhões de pessoas, um declínio de 95% em relação aos níveis atuais, seria o ideal.". [Esta parece ter vindo diretamente das Pedras da Geórgia]

6. Taro Aso, Vice-Primeiro-Ministro do Japão, sobre pacientes médicos com doenças graves: "Você não pode dormir bem quando você pensa que tudo isto está sendo pago pelo governo. Isso não vai ser resolvido a menos que você os deixem ou os apressem para morrer. "

7. David Rockefeller: "O impacto negativo do crescimento da população em todos os nossos ecossistemas planetários está se tornando assustadoramente evidente."
8. Roger Martin, ativista ambiental: "Em um planeta finito, a população óptima para proporcionar a melhor qualidade de vida para todos, é claramente muito menor do que o máximo, permitindo a sobrevivência. Quanto mais formos, menos para cada um; menos pessoas significa uma vida melhor."

9. Bill Maher, personalidade da HBO: "Eu sou pró-escolha, eu sou a favor do suicídio assistido, eu sou a favor do suicídio regular, eu estou a favor do que quer que deixe a auto-estrada livre -  é isso que eu sou a favor. Está muito lotado, o planeta está muito lotado e nós precisamos promover a morte. "

10. Penny Chisholm, professor do MIT: "O verdadeiro truque é, em termos de tentar estabilizar em algum lugar mais baixo do que 9 bilhões, é fazer com que as taxas de natalidade nos países em desenvolvimento caiam tão rápido quanto pudermos. E que irá determinar o nível em que os seres humanos se estabilizarão na terra".

11. Julia Whitty, colunista Mother Jones: "A única solução conhecida para superação ecológica é a de desacelerar o nosso crescimento populacional mais rápido do que ele está desacelerando agora e, eventualmente, revertê-la-ao mesmo tempo, reduzir e eventualmente reverter a taxa em que nós consumimos os recursos do planeta. O sucesso nesses esforços individuais vai rachar nossos problemas globais mais graves: alterações climáticas, escassez de alimentos, abastecimento de água, de imigração, de saúde, perda de biodiversidade, mesmo de guerra. Em uma frente, que já deu passos sem precedentes, reduzindo a fertilidade global de uma média de 4,92 filhos por mulher em 1950 para 2,56 hoje, uma realização de tentativa e erro, às vezes brutalmente coercitivo, mas também resultado de uma mulher por vez fazendo escolhas individuais. A velocidade dessa revolução fértil, nadando com força contra a programação biológica, seja talvez o nosso maior feito coletiva até hoje."

12. Philip Cafaro - Professor da Colorado State University em um documento intitulado "Ética do Clima e da Política de População": "Acabar com o crescimento da população humana é quase certamente uma condição necessária (mas não suficiente) para evitar uma catastrófica mudança climática global. Com efeito, reduzindo significativamente o número de seres humanos atuais pode ser necessário, a fim de o fazer."

13. Eric R. Pianka, Professor de Biologia da Universidade do Texas em Austin: "eu não guardo  qualquer má vontade para com as pessoas. No entanto, estou convencido de que o mundo, incluindo toda a humanidade, seria claramente muito melhor sem tantos de nós."

14. Nolan Finley, colunista do Detroit News: "Já que a atenção nacional está no controle de natalidade, aqui é a minha idéia: Se queremos combater a pobreza, reduzir a criminalidade violenta e trazer para baixo a nossa taxa de abandono escolar, devemos trocar contraceptivos pelo flúor na água potável de Michigan."

15. John Guillebaud, professor de planejamento familiar do University College de Londres: "O efeito sobre o planeta de ter uma criança a menos é de uma ordem de magnitude maior do que todas essas outras coisas que poderíamos fazer, como desligar as luzes. Uma criança extra é o equivalente a um monte de voos em todo o planeta."

16. Steven Rattner, Democrata estrategista: "Precisamos de painéis da morte. Bem, talvez não painéis da morte exatamente, mas se não começarmos a fazer alocação de recursos de cuidados de saúde de forma mais prudente - racionamento, pelo seu nome próprio - o custo do Medicare vai inundar o orçamento federal".

17. Matthew Yglesias, um correspondente de negócios e economia para Slate, em um artigo intitulado "O argumento para painéis da morte, em um gráfico": "Mas não são apenas estas despesas de saúde sobre os idosos a questão-chave no orçamento federal, a nossa alocação desproporcional de dólares com cuidados de saúde a idosos certamente explica a notável falta de aparecente custo/eficácia do sistema de saúde americano. Quando o paciente tem mais de 80 anos, o simples fato da questão é que nenhuma quantidade de tratamento vai fazer milagres em termos de expectativa e qualidade de vida."

18. Margaret Sanger, fundadora da Planned Parenthood: "Todos os nossos problemas são o resultado de overbreeding (procriação excessiva) entre a classe trabalhadora."

19. Ruth Bader Ginsburg - Supremo Tribunal de Justiça dos EUA: "Francamente, eu tinha pensado que, no momento Roe foi decidido, houve preocupação com o crescimento da população e, particularmente, o crescimento em populações que não queremos ter demais."

20. Margaret Sanger, fundadora da Planned Parenthood: "A coisa mais misericordiosa que a grande família faz para um dos seus membros infantis é matá-lo."

21. Mary Elizabeth Williams, colunista  do Salon, em um artigo intitulado "E daí se o aborto termina a vida?": "Toda a vida não é igual. Isso é uma coisa difícil para liberais como eu falarmos, para que não acabar parecendo com as tropas de  amantes-dos-paineis-da-morte, mate-sua-avó-e-seu-precioso-bebê No entanto, um feto pode ser uma vida humana sem ter os mesmos direitos que a mulher cujo corpo ele reside. "

22. Alberto Giubilini da Universidade de Monash, em Melbourne, Austrália e Francesca Minerva, da Universidade de Melbourne em um artigo publicado no Jornal de Ética Médica: "Quando circunstâncias ocorrem após o nascimento de tal forma que eles teriam justificado o aborto, o que chamamos de aborto pós-parto deve ser permitido... Nós propomos chamar esta prática "aborto pós-nascimento", em vez de "infanticídio", para enfatizar que o status moral do indivíduo morto é comparável com a de um feto... em vez de uma criança. Por isso, reivindicamos que matar um recém-nascido poderia ser eticamente admissível em todas as circunstâncias em que o aborto seria. Tais circunstâncias incluem casos onde o recém-nascido teria o potencial de ter uma vida aceitável (pelo menos), mas o bem-estar da família esteria em risco."

23. Nina Fedoroff, um conselheira chave para Hillary Clinton: "Precisamos continuar a diminuir a taxa de crescimento da população mundial; o planeta não pode suportar muito mais pessoas".

24. John P. Holdren, Assessor de Ciências de Barack Obama,  "Um programa de esterilização de mulheres após seu segundo ou terceiro filho, apesar da relativamente maior dificuldade da operação do que a vasectomia, pode ser mais fácil de implementar do que tentar esterilizar os homens.

O desenvolvimento de uma cápsula de esterilização de longo prazo que possa ser implantada sob a pele e removida quando a gravidez for desejada abre possibilidades adicionais para o controle da fertilidade de forma coerciva. A cápsula pode ser implantada na puberdade e pode ser removível, com autorização oficial, para um número limitado de nascimentos."

25. David Brower, o primeiro diretor executivo do Sierra Club: "Ter filhos [deve ser] um crime punível contra a sociedade, a menos que os pais possuam uma licença do governo... Todos os pais potenciais deveriam ter que usar produtos químicos de contracepção, com o governo emitindo antídotos para os cidadãos escolhidos para serem férteis."

26. Thomas Ferguson, ex-funcionário do Departamento de Estado dos EUA, Escritório de Assuntos da População: "Há um único tema por trás de todos o nosso trabalho - nós precisamos reduzir os níveis de população. Ou os governos fazem do nosso jeito, através de métodos limpos e agradáveis, ou eles vão obter os tipos de confusão que dispomos no El Salvador, no Irã ou em Beirute. População é um problema político. Uma vez que a população está fora de controle, exige um governo autoritário, até mesmo fascista, para reduzí-la..."

27. Mikhail Gorbachev: "Temos de falar mais claramente sobre a sexualidade, contracepção, sobre o aborto, sobre os valores que controlam a população, porque a crise ecológica, em resumo, é a crise da população. Corte a população em 90% e não há gente suficiente para fazer uma grande quantidade de danos ecológicos".

28. Jacques Costeau: "A fim de estabilizar a população mundial, temos de eliminar 350.000 pessoas por dia. É uma coisa horrível de se dizer, mas é tão ruim não dizê-lo. "

29. Pentti Linkola, ambientalista finlandês: "Se houvesse um botão que eu pudesse pressionar, eu iria me sacrificar sem hesitar se isso significasse que milhões de pessoas morreriam"

30. Príncipe Phillip, marido da rainha Elizabeth II e co-fundador da World Wildlife Fund: "No caso de eu reencarnar, eu gostaria de voltar como um vírus mortal, a fim de contribuir com algo para resolver a superpopulação."

31. Bill Gates: "O mundo tem hoje 6,8 bilhões de pessoas. E está dirigindo-se para cerca de nove bilhões. Agora, se fizermos um ótimo trabalho em novas vacinas, cuidados de saúde, serviços de saúde reprodutiva, poderemos diminuir, talvez 10 ou 15 por cento.Vídeo aqui.

Leia também: 
[Bill Gates] Os Benfeitores do Mundo Através da Indústria Farmacêutica 
Bill Gates admite que vacinas são usadas para depopulação humana

32.  Príncipe Charles: "Onde quer que você olhe, a população mundial está crescendo rapidamente ... O equivalente de toda a população do Reino Unido a cada ano. O que significa que este nosso pobre planeta, que já luta para sustentar 6,8 bilhões de pessoas, de alguma forma tem que suportar mais de 9 bilhões de pessoas dentro de 50 anos."

33. O primeiro dos "novos 10 mandamentos" das Pedras Guias da Geórgia: "Manter a humanidade sob 500.000.000 em perpétuo equilíbrio com a natureza."


terça-feira, 23 de agosto de 2016

LIVRO: O ANTICRISTO É MUÇULMANO

 LIVRO que traz uma nova perspectiva sobre o futuro império do Anticristo. O livro pode ser lido gratuitamente logo abaixo, ou pode ser comprado no formato impresso ou e-book, pelos sites:
amazon.com.br  ou clubedeautores.com.br

 Cover_front_medium
Número de páginas: 334

Edição: 1(2016)

ISBN: 153724373X

Formato: A5 148x210

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

quarta-feira, 20 de abril de 2016

EUROPA DEBATE CASTRAÇÃO DE CRIMINOSOS

Por DAN BILEFSKY

PRAGA - Pavel se recorda dos suores noturnos intensos que sofreu dois dias antes do assassinato. Ele procurou um médico da família, que disse que os suores passariam. Mas, depois de assistir a um filme de artes marciais com Bruce Lee, contou, ele sentiu desejos sexuais incontroláveis. Pavel convidou um vizinho de 12 anos para ir a sua casa e esfaqueou o menino repetidas vezes.
Seu psiquiatra diz que Pavel sentiu prazer sexual com a violência.
Mais de 20 anos se passaram desde então. Pavel, que tinha 18 anos na época, passou sete anos na prisão e cinco numa instituição psiquiátrica. Durante seu último ano na prisão, pediu para ser cirurgicamente castrado. Ter seus testículos extirpados, contou, foi como tirar toda a gasolina de um carro previamente preparado para bater. Homem grande, de rosto pálido, ele é estéril e desistiu de qualquer ideia de casamento, relacionamentos românticos ou sexo. Sua vida gira em torno de uma organização de caridade católica, na qual trabalha como jardineiro.
"Finalmente posso viver sabendo que não farei mal a ninguém", disse Pavel em entrevista dada numa lanchonete em Praga, enquanto crianças faziam barulho brincando ao lado. "Estou vivendo uma vida produtiva. Quero comunicar às pessoas que existe algo que pode ajudar."
Por medo de represálias, Pavel se recusou a dar seu sobrenome.
A possibilidade de a castração ajudar a reabilitar criminosos sexuais violentos foi submetida a novo escrutínio desde que, no mês passado, o comitê antitortura do Conselho da Europa qualificou a castração cirúrgica como "invasiva, irreversível e mutiladora" e exigiu que a República Tcheca deixe de oferecê-la a criminosos sexuais violentos. Outros críticos opinaram que a castração ameaça levar a sociedade num caminho perigoso que conduz à eugenia.
Nos últimos dez anos a República Tcheca submeteu pelo menos 94 prisioneiros à castração cirúrgica. É o único país da Europa que emprega o procedimento em criminosos sexuais. Os psiquiatras tchecos que supervisionam o tratamento -uma cirurgia de uma hora que envolve a remoção do tecido que produz a testosterona- insistem que é uma maneira quase certeira de controlar impulsos sexuais de predadores perigosos que sofrem de desordens sexuais.
Agora mais países da Europa estudam exigir ou permitir a castração química de criminosos sexuais violentos. Há um debate intenso sobre quais direitos devem ter precedência: os dos criminosos sexuais, que podem ser sujeitos a um castigo visto por muitos como cruel, ou os da sociedade, que quer ser protegida contra predadores sexuais.
A previsão é que a Polônia se torne o primeiro país da União Europeia a dar aos juízes o direito de impor a castração química a pelo menos alguns pedófilos condenados, usando drogas hormonais.
Na República Tcheca, a questão ganhou novo destaque no mês passado, quando Antonin Novak, 43, foi sentenciado à prisão perpétua após violentar e matar Jakub Simanek, um menino de nove anos. Novak tinha cumprido quatro anos e meio de prisão por delitos sexuais na Eslováquia e, depois de sair da prisão, tinha sido sentenciado a fazer tratamento ambulatorial, mas deixou de comparecer para o tratamento alguns meses antes do assassinato. Os defensores da castração cirúrgica dizem que, se ele tivesse sido castrado, a tragédia poderia ter sido evitada.
O pai de Jakub, Hynek Blasko, expressou revolta pelo fato de grupos de defesa dos direitos humanos estarem priorizando os direitos dos criminosos em relação aos das vítimas. "Ninguém quer infringir os direitos dos pedófilos", disse ele em entrevista. "Mas e os direitos de um garoto de nove anos que tinha a vida pela frente?"
Ales Butala, advogado esloveno de direitos humanos que liderou a delegação do Conselho da Europa à República Tcheca, argumentou que a castração cirúrgica é antiética porque não é medicamente necessária e porque priva os homens castrados do direito à reprodução. Ele também contestou sua eficácia, dizendo que o comitê do conselho descobriu três casos de criminosos sexuais tchecos castrados que tinham cometido crimes violentos depois disso, incluindo pedofilia e tentativa de homicídio.
Embora o procedimento seja voluntário, Butala acredita que alguns criminosos sentiram que não tinham escolha senão aceitá-lo.
"Os criminosos sexuais pedem a castração na esperança de se livrar de uma vida de encarceramento", disse. "Será que isso é consentimento livre e bem informado?"

LIVRO: O ANJO DE QUATRO PATAS


 
Este livro pode ser comprado em vários sites da internet como o amazon.com e o link abaixo: https://clubedeautores.com.br/book/196286--O_ANJO_DE_QUATRO_PATAS?topic=realismofantastico#.VxgH5PkrLIU

Cover_front_perspective
Número de páginas: 222 

Edição: 1(2015) 

ISBN: 978-1518677663 

Formato: A5 148x210 

Coloração: Preto e branco 

Acabamento: Brochura c/ orelha 

Tipo de papel: Offset 75g

Esta é a história de um cão, um homem e um anjo. Talvez para você será apenas uma história fantasiosa sobre um animal de estimação, mas para mim, foi muito mais do que isto. Enquanto estou escrevendo estas palavras, o corpo sem vida do meu anjo está no carro, esperando para o sepultamento digno que farei amanhã a cem quilômetros daqui. Estou mergulhado em sentimentos como: agradecimento, gratidão, doces lembranças e nostalgia. Este livro pode ser classificado como realismo fantástico, porque parte do livro é expressão dos meus sentimentos e lembranças e parte do livro é sensorial, ao longo dos anos eu e a cadela conversávamos através do pensamento, por telepatia. As pessoas são livres para acreditarem ou não no que quiser, inclusive na história que eu vivi com a Doutora. Eva conversou com a serpente, Balaão com a mula e eu com um cachorro. Estas histórias são reais. As pessoas tem impulso de rejeitar o que não conhece. Não peço que acredite, apenas leia a minha história.